sexta-feira, 23 de abril de 2010

SAC'anagem

A palavra SAC significa "Serviço de Atendimento ao Cidadão, mas será que isso acontece de verdade? Tive uma experiência bastante desagradável. Digo não só eu, mas dezenas de pessoas que estavam comigo disputando as senhas distribuídas por essa droga de serviço. Resolvi falar desse assunto porque todo mundo um dia já foi sacaneado pelos funcionários públicos sejam eles integrantes de repartições, hospitais ou até mesmo delegacias.

O que será que acontece com os funcionários dessas bagaças? Será que pensam que pelo fato do governo ser uma droga eles têm que se igualar também? Acredito que não é assim que se resolvem as coisas. Hoje, 23/04, fui ao SAC'ana as 9h da manhã para fazer uma segunda via do RG, o alistamento militar e o título de palhaço - popularmente conhecido como título de eleitor. Chegando lá peguei umas senhas e disseram pra mim que o atendimento iria começar a partir do meio-dia. Resolvi então subir no shopping e perder meu tempo fazendo uma merda inteligente: fui a uma livraria sem nenhum vintém e fiquei lendo o livro do Danilo Gentili - o mentor do BAIXARELANDO.

Dado o horário retornei esperando que as coisas funcionassem como informado, já que a principal teoria deles é facilitar a vida dos cidadãos. Mas isso é pura teoria porque na prática não acontece dessa maneira. Fui sacaneado em todas as salas que deveria ser atendido! Primeiro no alistamento militar, onde os safados dos funcionários estavam a bater papo, desde quando já era pra ter começado o atendimento; outra vez na seção do Título de Palhaço, onde eles se recusaram a aceitar a minha carteira de identidade só por que estava rasgada e onde estava guardado o mísero dinheiro de transporte de volta pra casa, já que não tenho veículo próprio. Por último fui sacaneado pelos responsáveis do setor do RG - eles me deram um número no instante que eu cheguei, às 9h, e só me atenderam às 15h30min, além de ter uma que ficou dizendo que eu tinha o "vidão" por que num tenho ocupação. Confesso que me senti deslocado.

O dia realmente não foi dos melhores. Na volta para casa, peguei um ônibus lotado e parecia que o transporte era gratuito e que era a ultima viagem. Até um determinado local o trajeto estava legal, pois tinha uma gostosona em minha frente e a cada balanço do ônibus ela balançava a bunda em minha perna - já que eu era mais alto que ela. E o dia também estava péssimo mesmo! Até a hora em que um coroa levantou o braço e veio aquele odor terrível em meu nariz e eu imediatamente esqueci que tinha uma mulheraça em minha frente, me preocupando em prender a respiração o máximo. Foi como se eu estivesse embaixo d'água, puxava o ar e deixava um tempo preso. Assim cheguei em casa fedendo, com fome e com o ânimo meio abalado devido às palavras de uma funcionária.

Sinceramente, eu acho que essa maneira com que somos tratados pelos serviços públicos deveria ter um basta. Esse é ano de eleição então vamos observar os menos corruptos e também observar se alguns deles irão falar em algo relacionado a melhoras no sistema de atendimento à população porque nessas condições não dá. Não vai demorar a acontecer uma desgraça dentro de um desses postos porque funcionários públicos têm a mania de sacanaear e pedir que você fique tranquilo aguardando na sala de recepção e, caso você se recuse e diga algumas palavrinhas a eles, corre o risco de ser espancado por um segurança de 1,90 que depois vai dizer que foi VOCÊ o causador de toda aquela situação.



por Tiago Banha

5 COMENTÁRIOS:

Yasmin Dórea disse...

Protesto contra o governo: eu acho que as mulheres brasileiras deveriam ter a opção de se alistar nas FAB.

Fininho disse...

Como não poderia faltar, o prato feito e que nunca falta nutrientes para humor nacional: política.

Antes de tudo quero frisar que o serviço público, assim como o governo, é mesmo uma desgraça. Mas, seu vadio, eu trabalho em uma repartição dessa! E eu nao tenho a mania de sacanear a galera não, viu! hahahaha!

Acho isso tudo vem da educação de berço. O cara pode trabalhar onde for, até mesmo em uma delegacia, mas o fato de atender bem algum fulano não é exatamente mal da repartição (ou mérito da mesma, em caso contrário), e sim do sujeito que atende o cidadão.

Acho que a base da educação vem do mesmo lugar onde minhas fraldas estão guardadas agora: o berço.

Taís disse...

Apesaar do SAC em qualquer canto não funcionar do modo q deveriia .. concoordo com Diiego. O modo de tratar alguem vem da educação.

Felipe Mendes disse...

Me identifiquei com esse texto...rsrsrs
...Ontem dia 03/05 tbm fui ao Shopping sem nenhum vintém, entrei em uma livraria, pegeui um livro qualquer e sentei em uma cadeira confortável, cruzei as pernas (como se fosse um executivo) e li uma pag e meia do livro e fui para o final da historia...o mais legal é q tinha um Senhor de Meia Idade na cadeira confortável ao meu lado q estava fazedo o mesmo q eu. kem nunca fez um dia tera a oportunidade.

Paulinha Brito disse...

"Sinceramente, eu acho que essa maneira com que somos tratados pelos serviços públicos deveria ter um basta."
Concordo plenamente isso é uma verdadeira "SAC'anagem"