sábado, 18 de dezembro de 2010

Onde está a graça do humor

No dicionário a palavra humor significa: veia cômica, irônica, delicada e alegre que se disfarça sob uma aparência de coisa séria. Mas será que isso acontece na realidade? Será que temos veias cômicas e irônicas para todo e qualquer tipo de assunto ou situações que podem servir de "materiais que nos façam rir" ainda que isso vá contra os padrões de respeito estipulado pela sociedade?


O brasileiro, povo mundialmente conhecido por sua alegria, por vezes deixa a desejar no aspecto "piada". Há pelo menos um ano o ator e comediante Robin Williams fez uma piada sobre o Brasil ter ganhado o direito de sediar os Jogos Olímpicos de 2016. Isso tomou grande repercussão, a notícia foi parar nos telejornais e se espalhou como fogo em mato seco pela internet; já há pouco tempo atrás outro norte americano Sylvester Stallone fez outra piada sobre o Brasil que acabou ofendendo grande parte dos pseudo-patriotas. Se nos ofendemos tanto com esse tipo de situação será que temos o direito de contar anedotas sobre o português burro, que em nenhum momento se queixa por serem personagens principais muitas vezes do repertório de humoristas pelo país afora?


Durante um espetáculo do humorista Rafinha Bastos ele proferiu a seguinte frase: “Ria de tudo", e o nosso nobre baixarel Diego "Fininho" Barreto sabiamente complementou, dizendo: "Ria de tudo, pois o mundo é uma piada". Então digo pra vocês: riam mesmo! Melhor que você seja taxado de desrespeitoso e ofensivo aos politicamente corretos, do que de mentiroso para si próprio, que gostou do que viu ou ouviu e não se manifestou para que ninguém se sentisse ofendido.


A verdade é que nós só sabemos rir do que nos convém. Se um branco fizer gracinhas sobre negro isso soa como preconceito, se fizermos piadas sobre o goleiro bandido que é acusado de um crime isso é engraçado para os que não o conhece, mas se fizermos sobre o seu amigo feio e do cabeção com certeza você vai se ofender e vai dizer que não teve a menor graça ainda que seja uma das melhores piadas que você já ouviu. Nas eleições desse ano tivemos um belo exemplo do que significa rir do que contém: Simplesmente censuraram o trabalho dos humoristas com a desculpa de que fazer paródias dos supostos candidatos era uma atitude que os colocava de maneira diferente perante a população, ou seja, eles ficariam com a imagem ridicularizada, sendo que eles mesmos fazem isso para si próprio sem nenhum esforço, e ainda digo mais porque nós não podíamos rir deles, já que eles vivem rindo de nós. Então nobre Baixareis encerro esse textículo dizendo pra vocês os seguinte: "Riam de tudo, pois o mundo é uma piada. A chave para a felicidade é o riso".


Por: Tiago Banha

8 COMENTÁRIOS:

Marcio Ornelas disse...

é amigo parabéns pelo post primeiramente, acho q vc tocou numa questão central! fazemos alardes com coisas bobas, essas piadas pejorativas existem e nós cansamos de fazer! temos que saber rir disso tbm e não criar caso com besteira, humor é humor! é claro que há limites, mas realmente não podemos rir só dos que nos convém!!!

Barbara Nonato disse...

Da mesma forma como censuram o humor, deveriam limitar a censura. Nem sempre esse politicamente correto que é tão difundido faz sentido...
Boa crítica!

Adriana Ishikawa disse...

Parabéns pelo post...
Para um país democrático deveria haver a liberdade de expressão, obviamente respeitando classes sociais, etnias, nacionalidades entre outros.
Muito bom artigo!

fbellaedward disse...

Muito bom gostei, Parabéns, pela criatividade não só por esse e sim por todos os textos que você tem feito!Que a graça do Senhor Jesus permaneça sempre contigo, e que ele venha te dar mais e mais criatividade para você fazer um LIVRO hehe! Beijão. Jesus te ama!

Marcus Alencar disse...

Sua critica me fez lembrar que teve muita gente que resolveu boicotar o filme Mercenários por causa do que o Stalonne disse. Isso não muda nada porque vamos continuar rindo dessas piadas que soam preconceituosas mas que não tem nosso pais como figura central. É tudo uma grande piada, como diria um personagem de Watchmem.
Parabéns pelo texto.

Érica Chistama (: disse...

Realmente, que belo texto.
A verdade é que é assim mesmo, é tipo "pimenta no dos outros é refresco".
Mas, é como eu sempre faço: rio de tudo que é mais fácil o/
Sem falar de que eu ri com esse negocio no Stallone na época. RIARIA .
E mais uma vez, belo texto! *-*

Macaco Pipi disse...

está em nao ter graça!

Edrei Benedito (ganso) disse...

A "piada" de Robin Williams foi preconceituosa e não teve a menor graça, mesmo se fosse visto como uma piada sem levar em conta tudo que ela acarreta, ainda assim não teria graça e esse seu texto me leva a pensar sua intenção é dizer que as pessoas devem ser alheias a tudo e rir de qualquer coisa mesmo que ela seja ofensiva, mas acho que dessa forma sim estaremos sendo hipocritas ja que ninguem se ofende com algo pejorativo e mesmo assim ri disso.